Câmara de Avis Avis inaugura centro interpretativo e museu

Câmara de Avis Avis inaugura

O Município de Avis (Portalegre) inaugura esta sexta-feira, 15, o Centro Interpretativo da Ordem de Avis (CIOA) e o Museu do Campo Alentejano (MUSCA), num antigo convento da vila.
As duas obras contaram com um investimento superior a 1,2 milhões de euros, tendo os projectos sido financiados por fundos comunitários.
Os dois espaços museológicos estão instalados no Convento de São Bento de Avis e estão inseridos no projecto de conservação da ala poente do claustro velho e espaços adjacentes do Mosteiro de São Bento de Avis, parte integrante da regeneração urbana do centro histórico daquela vila alentejana.
De acordo com o Município, as duas obras têm como objectivo funcionar como pólos de acolhimento turístico e de investigação, proporcionando condições para a acreditação do município como pólo difusor de cultura.
O CIOA irá contar com a parceria de diversas entidades, nomeadamente instituições governamentais, culturais e de ensino superior, para o desenvolvimento de projetcos, tendo por base o estudo do património histórico e artístico afecto à Ordem de Avis.
A promoção e a divulgação do património material e imaterial relativo à Ordem de Avis e ao Convento de São Bento de Avis, são outros dos objectivos que o Município espera alcançar com o desenvolvimento deste projecto.
Além de uma loja e de uma sala de exposição de longa duração, o CIOA vai albergar também um arquivo histórico, equipado com laboratório/sala destinada exclusivamente aos procedimentos de tratamento documental, ao nível da higienização e desinfestação.
Uma sala multiusos, dirigida para o serviço educativo, conferências, workshops e exposições temporárias, e uma sala de leitura, onde será possível consultar diversa documentação, assim como a página web do CIOA, são outras das áreas deste projecto.
O Museu do Campo Alentejano resulta, por sua vez, do espólio do Museu Municipal de Avis, sendo essencialmente um espaço etnográfico, que irá abrir as suas portas com uma exposição dedicada às questões do património enquanto memória e herança, particularmente estruturadas em torno das actividades agrícolas e pastoris.
A inauguração de ambos os espaços está agendada para as 17h00.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima