Bombeiros de Aljustrel criticam não atribuição de nova viatura

Os Bombeiros Voluntários de Aljustrel criticam o facto de não terem sido contemplados na atribuição de veículos de combate a incêndios florestais anunciada na passada semana pelo Ministério da Administração Interna (MAI).

Segundo o MAI, 18 das 81 novas viaturas de combate a incêndios florestais que serão adquiridas no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) virão para o Alentejo.

Os Bombeiros de Aljustrel não estão entre as corporações contempladas, apesar de alegarem preencher “em sobra todos os requisitos”.

Por isso, os bombeiros da “vila mineira” manifestam-se contra a lista e avisam que, se não for dada uma resposta à sua reivindicação de receber um veículo, “fica colocada em causa a resposta operacional” da corporação, nomeadamente no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) de 2022.

Segundo a corporação, os dois únicos veículos de combate a incêndios que possui têm 40 e 28, respetivamente, o que vai “anulando a segurança/ qualidade das suas missões e dos operacionais que neles operam”.

Entretanto, a Câmara de Aljustrel, já questionou o MAI no sentido de perceber “quais os critérios que foram adotados” na atribuição das novas viaturas de combate a incêndios.

Fonte municipal diz que a autarquia “não coloca em causa a entrega de veículos a outras corporações e louva, inclusive, esta iniciativa”.

No entanto, o município entende “que preenchendo esta associação os critérios do aviso, que é importante perceber o que se passou para que a mesma não fosse contemplada”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima