Bispo de Beja espera que novo papa impulsione Igreja Católica

Bispo de Beja espera que novo

O bispo de Beja considera que o novo papa Francisco "deverá conhecer bem os problemas das novas Igrejas e pode ser um grande impulsionador" da Igreja Católica.
"É muito importante que venha de um país emergente e da América Latina" e, com 76 anos, “terá com certeza muita energia para ser um sinal forte para o nosso tempo", sublinhou António Vitalino Dantas.
O prelado lembrou que quando foi eleito Joseph Ratzinguer, o cardeal-arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio "também esteve na rampa de lançamento", admitindo que era mais jovem, mas expressou a sua convicção de que "não será também um papado muito longo e que o mundo está a sofrer grandes mudanças".
O cardeal-arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio, foi eleito esta quarta-feira, 13, papa pelos 115 cardeais reunidos em Roma, adoptando o nome de Francisco.
Na sucessão de Bento XVI, a escolha do jesuíta de 76 anos acabou por surpreender os especialistas, já que não era dos mais novos do colégio cardinalício e será o primeiro papa latino-americano.
Francisco I sucede a Bento XVI e será o 266.º papa da Igreja Católica.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima