Autarcas querem saber que cursos devem ser "potenciados" no Alto Alentejo

Autarcas querem saber que cursos

A Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) vai elaborar um estudo sobre a rede de oferta formativa no ensino superior, tecnológico e profissional para “apurar que cursos devem ser potenciados” na região.
“Se nós não pensarmos que tipo de formação é que nós temos neste território, naturalmente, no futuro, poderemos perder tudo”, justificou o presidente da CIMAA, Armando Varela, em declarações à Agência Lusa.
“É preciso pensar que cursos é que, de facto, devem ser potenciados no Instituto Politécnico de Portalegre (IPP) e que tenham a ver com o território, que tenham mais-valias e que possam ser conciliados com as ofertas que há em Évora e Beja”, explicou.
Para salvaguardar o futuro do ensino superior, tecnológico e profissional na zona, a CIMAA, que representa os 15 municípios do distrito de Portalegre, e o Instituto de Estudos Sociais e Económicos assinaram um contrato para a elaboração de um estudo sobre a reorganização da rede de oferta formativa.
O estudo surge na sequência dos contributos retirados dos debates integrados na iniciativa “Plataforma Alto Alentejo XXI”, onde várias entidades concluíram que “não há desenvolvimento regional sem qualificações”.
“Amanhã podemos ganhar pontos por termos feito uma reflexão antes de tempo. Se amanhã a localização das instituições de ensino superior for unicamente em função da perspectiva da rentabilidade, então no interior acaba tudo”, disse.
Nesse sentido, Armando Varela considerou que o estudo serve, “acima de tudo, para encontrar aquilo em que somos bons e poderemos explorar, no futuro, no IPP e na área do ensino profissional”.
De acordo com o presidente da CIMAA, o estudo vai ser dividido em duas fases, sendo que a primeira termina em maio, para que possa ser integrado no plano de ação 2014/2027 daquela entidade.
“A segunda fase avançará depois, tendo como base a monitorização e o acompanhamento daquilo que nós queremos em termos da reorganização da oferta formativa”, disse.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima