Autarca de Beringel quer mais acessibilidades digitais no interior

O presidente da Junta de Freguesia de Beringel, o socialista Vítor Besugo, defende que seja realizado um maior investimento “nas acessibilidades digitais” em todo o interior do país, dotando estes territórios de mais condições para fixar população e atrair novos habitantes.

A reivindicação surge na moção “Investimento nas acessibilidades digitais para o interior do país”, apresentada pelo autarca bejense no Congresso da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), que decorreu no último fim-de-semana, 11 a 13, em Braga, e que foi aprovada quase por unanimidade.

No documento, Besugo aponta “a ausência de cobertura de rede móvel em diversas freguesias do distrito de Beja” e “a enorme recessão demográfica existente no interior”, para depois defender a necessidade de “contribuir para a fixação e atração de habitantes” nestas regiões.

O presidente da Junta de Beringel argumenta ainda ser importante “criar as condições necessárias” para tirar partido dos apoios que a administração central “está a proporcionar para criação de espaços de coworking em regiões mais desfavorecidas”, possibilitando “condições de atratividade para pessoas que possam realizar a sua atividade profissional à distância, com recurso ao teletrabalho”.

Nesse sentido, Vítor Besugo propõe “um investimento adequado nas infraestruturas de telecomunicações que permitam um acesso e velocidade de internet que possibilitem o teletrabalho em situações similares às das grandes áreas metropolitanas”.

O autarca, que é também coordenador distrital da ANAFRE em Beja, defende ainda “uma descriminação positiva, com incentivos fiscais, para fomentar a fixação de novas famílias no interior do país”, assim como a “igualdade de oportunidades no acesso às autoestradas da informação, já que a quinta geração de comunicações móveis vai potenciar uma série de serviços inovadores”.

“A rede 5G será determinante para o interior do país e para o seu crescimento económico nos diferentes sectores, com maior destaque para a área da agricultura, segurança, saúde, transportes públicos, e também da energia, e ainda para a chamada ‘internet das coisas’”, conclui Vítor Besugo na moção.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima