Arte de rua “enchem” o centro de Almodôvar

Arte de rua “enchem”

As artes estão de regresso às ruas do centro histórico de Almodôvar, que recebe este fim-de-semana, dias 26 a 28, a terceira edição do Almarte–Festival Internacional de Artes na Rua. A iniciativa da Câmara Municipal promete encher as principais artérias da localidade com espectáculos para todos os gostos e idades, além de muita criatividade e bastante animação.
“Temos expectativas altas, no sentido de ter três dias de animação permanente em diferentes partes do centro histórico de Almodôvar”, frisa ao “CA” o presidente da autarquia, não escondendo que o festival traz novos públicos ao concelho.
“A nossa intenção é, com o Almarte, mostrar que Almodôvar é capaz de gerar e de trazer um público completamente diferente ao nosso concelho, um público mais diversificado e com outros gostos musicais. Garantimos assim visitas ao concelho que não se conseguem com outro tipo de espectáculos”, acrescenta António Bota.
O Almarte 2017, que é co-financiado pelo Alentejo 2020, arranca às 10h00 desta sexta-feira, 26 de Maio, sendo que o grande destaque vai para a noite, com um espectáculo de teatro de rua (21h00), o concerto de Paulo Ribeiro, que apresentará o recém-editado disco “O céu como tecto e o vento como lençóis”, inspirado na obra de Manuel da Fonseca (22h00); uma sessão de stand up comedy (23h00); e a actuação da Orquestra Arte & Música (23h30).
No sábado, 27, o festival abre portas às 17h00 e mais à noite contará com mais teatro de rua (21h00) e os concertos de Valas (22h00) e Tiago Bettencourt (23h00). Em estreia em Almodôvar, o músico irá aproveitar a oportunidade para cantar alguns dos temas dos seus discos a solo ou dos Toranja, banda que liderou.
O Almarte 2017 termina no domingo, 28 de Maio, dia em que haverá mais teatro de rua (21h00) e música a cargo do grupo Monda (21h30) e da fadista Kátia Guerreiro (22h30). A fechar, há dança flamenca com as Hermanas Romero (23h30).
Ao longo dos três dias de festival, que tem entradas livres, as ruas do centro de Almodôvar receberão diversas actividades em permanência, como estátuas vivas, graffiti, dança, magia, artes circenses, cante alentejano, a actuação de fanfarras e majoretes, modelagem de balões, pinturas faciais e uma mostra de artesanato.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima