Alqueva quase no máximo faz descargas controladas

Alqueva quase no máximo

A barragem de Alqueva iniciou este domingo uma operação de descargas para controlar o volume de água da albufeira, quase com a capacidade de armazenamento no máximo.
As descargas controladas, através de dois descarregadores, um de meio fundo e um de superfície, começaram às 23h00 de domingo, 31 de Março, e visam “controlar o volume de água armazenada”, explica a Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA) em comunicado.
O volume de água armazenada na albufeira, segundo a EDIA, atingiu a cota de 151,98 metros, próximo da cota máxima de 152 metros.
Em consequência destas descargas, a barragem de Pedrógão, 23 quilómetros a jusante de Alqueva, também está a descarregar, o que "leva a um aumento de caudal" do rio Guadiana, circunstância já comunicada aos serviços de protecção civil, alerta a EDIA.
Citada pela Agência Lusa, a empresa aconselha os utilizadores do Guadiana ou das suas margens, nomeadamente pescadores e pastores, a terem "atenção" ao "aumento de caudal do rio".
Actualmente, a barragem de Alqueva está a descarregar um total de 2.400 metros cúbicos por segundo (m3/s) de água, 800 m3/s para as duas centrais hidro-eléctricas e 1.600 m3/s para os dois descarregadores, "registando-se uma tendência para uma ligeira descida do nível de armazenamento".
A empresa referiu que as descargas controladas na barragem "irão manter-se apenas durante o tempo necessário ao controlo da cota" da albufeira do Alqueva.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima