Almodôvar vai ter parque zoológico e hotel de cinco estrelas

A empresa Africa Land – Turismo e Natureza, Lda. vai avançar com a criação de um parque zoológico e de uma unidade hoteleira de cinco estrelas no Monte da Camacha, no concelho de Almodôvar.

Fonte oficial ligada à empresa revela ao “CA” que se tratam de “dois projetos turísticos, únicos e distintos” na região, um dos quais “ainda em fase inicial de obra” e o outro “a aguardar aprovação” do Estudo de Impacte Ambiental junto da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo.

“Tal deferimento por parte desta entidade ditará, esperamos, a viabilização efetiva dos dois projetos em questão”, que poderão avançar “já partir de 2022”, acrescenta a mesma fonte, sem adiantar o valor total do investimento.

Um dos projetos em questão é o “Africa Safari Park”, um parque zoológico que irá funcionar como “parque safari” numa área estimada de 124,07 hectares, onde os investidores contam ter “diversas espécies de animais selvagens africanos, circulando livremente em espaços, ainda que delimitados por vedações”.

Os visitantes poderão depois observar estas espécies em passeios de jipe, “sempre” com “acompanhamento e supervisão de um guia safari devidamente credenciado para o efeito”.

O outro projeto previsto para o Monte da Camacha é o “Africa Safari Lodge”, uma unidade hoteleira de cinco estrelas, na categoria de boutique lifestyle, que já tem a respetiva autorização emitida pelo Turismo de Portugal.

A unidade será composta inicialmente por 31 bungalows/lodges, tendo capacidade para 62 camas, contando ainda com restaurante, bar, piscina, SPA e sala para eventos e conferências.

“Tal unidade hoteleira será revestida de uma profunda decoração e ambientes africanos, sendo um espaço que prolongará a experiência da expedição do safari, acrescentando valor e proximidade pelo conforto, gastronomia, saúde e bem-estar”, afiança fonte da empresa.

De acordo com a mesma fonte, “ambos os empreendimentos criarão bastante empregabilidade no concelho de Almodôvar”, estando prevista a criação de “cerca de 70 empregos diretos, bem como de algumas dezenas de empregos indiretos” associados “a fornecimentos de bens e de serviços, consultorias, estágios ou trabalho sazonal”.

A empresa acrescenta acreditar “que o turismo do Baixo Alentejo poderá crescer em número de turistas”, mas “sobretudo em valor com este produto verdadeiramente inovador e diferenciador”, que conjugará “a tranquilidade da região do Alentejo” com “a emoção da ligação à natureza e à vida animal selvagem”.

A fonte da Africa Land destaca ainda o apoio institucional que o Município de Almodôvar tem concedido ao projeto.

“O suporte que nos tem sido atribuído parece o adequado e necessário para manter o bom ritmo de implementação do nosso projeto, que pela sua complexidade exige o empenho permanente de todos para a sua boa execução”, frisa a empresa, agradecendo ao autarca António Bota o “apoio excecional” que tem prestado, “tanto ao nível local como regional e nacional”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima