Água do Alqueva já chega ao Litoral Alentejano

A água do Alqueva já chegou ao Litoral Alentejano, depois de as albufeiras de Morgavel, no concelho de Sines, e de Fonte de Serne, em Santiago do Cacém, terem recebido nesta quinta-feira, 3, pela primeira vez, água proveniente da grande barragem alentejana.

Segundo adianta a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA), “para garantir este reforço de armazenamento”, a água proveniente de Alqueva “teve que percorrer um total de cerca de 170 kms de canais, tuneis e condutas, passando, pelo caminho, pelas barragens dos Álamos, Loureiro, Alvito, Pisão e Roxo”.

A mesma fonte acrescenta que “com a ligação a Morgavel fica garantido o reforço de armazenamento de água para abastecimento industrial a Sines”, enquanto a ligação a Fonte de Serne “garante água de Alqueva aos perímetros de rega de Campilhas e Alto Sado”.

“No atual contexto de seca que estamos a viver, Alqueva assume-se uma vez mais como reserva estratégica de água, aumentando a resiliência da região aos períodos cíclicos de seca que a afetam”, garantindo “água para regadio, aos seus perímetros e perímetros confinantes, água para abastecimento público e, agora, também água para abastecimento industrial”, frisa a EDIA.

A empresa revela ainda que “para estabelecer o funcionamento e exploração destas infraestruturas” foi assinado um protocolo “tripartido” entre a EDIA, a Águas de Santo André e a Associação de Regantes de Campilhas e Alto Sado, com sede em Alvalade (Santiago do Cacém).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima