ADPM cria rede de itinerários à “descoberta” do Baixo Guadiana

ADPM cria rede de itinerários

A Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) está a criar uma rede de itinerários turísticos para a “descoberta” do património cultural e natural do Baixo Guadiana.
A iniciativa da ADOM vai decorrer nos concelhos de Barrancos, Beja, Mértola e Serpa, onde foram inventariados e caracterizados 66 itinerários, nas modalidades de motorizado, BTT, pedestre e navegável.
Para já, a associação está a criar e a sinalizar dois a quatro itinerários por concelho e sobre os quais elaborou folhetos descritivos, que serão distribuídos em postos de turismo.
Para dinamizar, divulgar e potenciar os itinerários, a ADPM já realizou uma campanha transfronteiriça de educação ambiental, que envolveu escolas dos quatro concelhos abrangidos e de Espanha, e irá promovê-los junto de operadores turísticos e da imprensa.
A criação dos itinerários insere-se no projeto “Guaditer – Itinerários do Baixo Guadiana”, que é financiado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Portugal – Espanha e “pretende desenvolver uma estratégia turística para a criação de uma oferta de turismo cultural e de natureza na região transfronteiriça do Baixo Guadiana”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima