ACT investiga morte de trabalhador no porto de Sines

ACT investiga morte de

Três inspectores da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) estiveram na quinta-feira, 4, no terminal de contentores do porto de Sines para iniciar o inquérito à morte de um trabalhador ao serviço da concessionária, a PSA Sines.
A equipa que esteve no local foi composta pelo inspector-geral da ACT, Pedro Pimenta Braz, e por dois inspectores da Unidade Local de Beja, divulgou a instituição.
O homem, natural de Aljustrel, trabalhava para a empresa Labor Sines e morreu “enquanto procedia à operação de carregamento de um navio”, indica o documento.
Contactada pela Agência Lusa, fonte da ACT informou que, a meio da tarde de hoje, não havia ainda resultados da acção inspectiva que os técnicos efectuaram no Terminal XXI.
Também em comunicado, a administração da PSA Sines indicou que o “grave acidente” ocorreu quinta-feira de madrugada, às 1h45.
“Durante a operação de carga, o supervisor de operações a bordo caiu do passadiço para dentro do porão do navio”, lê-se no comunicado.
A nota refere ainda que “as circunstâncias em que ocorreu este incidente estão a ser investigadas”.
O comandante dos Bombeiros Voluntários de Sines, Vítor Pereira, referiu à Lusa que o trabalhador caiu de uma altura de 30 metros, sofrendo “uma série de fracturas nos membros superiores e inferiores”.
Os bombeiros e os técnicos da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano “tentaram fazer a reanimação [do homem], durante uma série de tempo”, mas este acabaria por falecer no local.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima