Vinho no "centro" de exposições em Évora

Vinho no "centro" de

Duas exposições sobre o vinho, uma de fotografias e a outra baseada em documentos arqueológicos, estão patentes em Évora, no Núcleo Museológico do Convento dos Remédios.
Uma das mostras, intitulada “O Ciclo do Vinho”, é composta por fotografias da autoria de António Cunha, podendo ser visitada pelo público até 31 de Dezembro.
Através das 34 fotografias expostas, António Cunha mostra o ciclo do vinho, desde “o amanho da terra, a poda, a vindima, a lagaragem, a prensagem, até a mesa da sociabilidade e a tertúlia enófila”.
Igualmente patente até 31 de Dezembro e no mesmo espaço está a exposição "Vinum Vita Est", uma mostra arqueológica e documental cedida pelo Município de Redondo.
Nesta iniciativa são revelados “dados inéditos sobre a agricultura” local na Idade do Ferro, pois, segundo o arqueólogo Rui Mataloto, “durante o século VI antes de Cristo (a.C.), há indícios directos e indirectos da produção e consumo de vinho no território a Este de Évora, nas abas da serra d´Ossa”.
“Arqueossítios localizados na área da barragem da Vigia, investigados recentemente, correspondem a pequenos montes da Idade de Ferro, relacionados com a exploração agropecuária deste território”, explica fonte da autarquia.
Os sedimentos foram alvo de análise palinológica, o que permitiu “documentar uma paisagem aberta de pastoreio e cereais, com montado e mato, a par de manchas de vinha, denunciada pela presença de pólen de ‘vitis’”.
As duas exposições no Convento dos Remédios vão ser complementadas por um programa de animação, com o apoio da Rota dos Vinhos do Alentejo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima