Vestígios arqueológicos encontrados em Ourique

Vestígios arqueológicos

As obras de requalificação do centro histórico de Ourique, promovidas pela autarquia local, revelaram um conjunto de importantes testemunhos patrimoniais reveladores da história da vila, da população e dos seus hábitos comunitários de outros tempos.
De acordo com fonte da Câmara Municipal, “nas ruas de acesso ao ‘castelo’ foram descobertos mais de 100 silos medievais” esculpidos na rocha do subsolo, que eram utilizados “como contentores de cereais” e que tinham no seu interior “vestígios de louças de cozinha, louças de mesa, vidros, conchas, ossos de animais variados e objectos metálicos como uma espada, alfinetes, anéis, moedas, botões e dedais”.
Já na Praça do Município, continua a mesma fonte, “foram encontrados os alicerces de um grande edifício, correspondendo eventualmente à Igreja Matriz que existiu até ao século XVIII”, sendo que na sua envolvente “descobriu-se o antigo cemitério, tendo os trabalhos arqueológicos já identificado cerca de 20 esqueletos sepultados”.
A autarquia revela que após as escavações o trabalho prosseguirá com o tratamento, a análise e o estudo dos materiais arqueológicos recolhidos, para a obtenção de mais informações sobre o passado ouriquense, sendo que durante os trabalhos de campo têm sido realizados modelos 3D dos achados arqueológicos a partir de levantamentos fotogramétricos, “que permitirão a apresentação digital dos silos e das sepulturas”.
A Câmara de Ourique, juntamente com a ATALAIA-Associação dos Amigos da Cultura e das Artes, que desenvolve os trabalhos de arqueologia, e o Centro de Arqueologia Caetano de Mello Beirão, contam apresentar oportunamente e de forma pública os achados arqueológicos encontrados.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima