Vereadores PS em Beja querem fundos para património cultural

Vereadores PS em Beja querem

Os vereadores do PS eleitos na Câmara de Beja defendem o reforço da verba afecta pela Secretaria de Estado da Cultura ao Fundo de Emergência do Património Cultural.
Durante a reunião da passada semana do executivo municipal, e tendo em conta a derrocada de parte do varandim do torre de menagem do castelo da cidade, os vereadores socialistas propuseram que a Câmara lançasse uma petição pública a apelar ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e ao secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, para que os 40 milhões de euros previstos para a conclusão do Palácio da Ajuda fossem canalizados como reforço do Fundo de Emergência do Património Cultural.
“Desta forma, os monumentos nacionais em risco, entre os quais a torre de menagem da nossa cidade, passariam a poder contar, de imediato, com verbas suficientes para as intervenções indispensáveis e inadiáveis”, explica ao “CA” o vereador Jorge Pulido Valente.
O eleito do PS defende ainda que a Câmara de Beja deve considerar “a possibilidade de uma candidatura de excepção” para intervir no castelo, “visando a captação de verbas do quadro comunitário ainda em vigor que não foram entrando utilizadas”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima