Vereadores PS acusam CM Beja de “branquear ilegalidades”

Vereadores PS acusam CM Beja

Os vereadores do PS na Câmara de Beja acusam o actual executivo CDU de “abafar e branquear” as ilegalidades ocorridas no mandato 2005-2009, do comunista Francisco Santos.
Em causa está o processo a decorrer em tribunal relativo à alegada elaboração na Câmara de Beja de propaganda da CDU para quatro concelhos durante as eleições autárquicas de 2009.
De acordo com a última edição do “CA”, o Ministério Público de Beja entende ter sido dado como provados estes factos, tendo deduzido acusação contra três funcionários do Gabinete de Informação e Relações Públicas da autarquia bejense pelo crime de peculato de uso.
Tudo isto foi questionado pelos vereadores do PS durante a última reunião de Câmara, tendo na ocasião a vereadora comunista Sónia Calvário informado que a autarquia não se iria constituir como assistente no processo.
“Com esta decisão do actual executivo PCP, não resta alternativa aos vereadores do PS que não seja a intenção de abafar e branquear as gravíssimas ilegalidades que tiveram lugar no referido mandato”, vincam os eleitos socialistas, lembrando que a Câmara Municipal, “segundo o processo em tribunal, foi lesada em vários milhares de euros com esta situação”.
“É exigível que, no mínimo, [a autarquia] fizesse tudo para, apurar a verdade, ser ressarcida dos prejuízos e fosse feita justiça”, acrescentam os vereadores do PS.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima