Vereadores do PS em Beja criticam “secretismo” do orçamento

Vereadores do PS em Beja

Os vereadores do PS na Câmara de Beja criticam que o Orçamento e as Grandes Opções do Plano (GOP) para 2014 da autarquia tenham sido elaborados “no maior secretismo”.
“As GOP e Orçamento [da Câmara de beja] para 2014, bem como o respectivo mapa de pessoal, instrumentos fundamentais para a boa gestão da Câmara e para a definição da estratégia de desenvolvimento, foram elaborados no maior secretismo, sem a apresentação prévia das linhas gerais de enquadramento, objetivos e prioridades, sem qualquer consulta ou audição dos vereadores do PS, sem proporcionar, sequer, a oportunidade destes apresentarem propostas ou alterações”, acusam os vereadores socialistas em comunicado.
Além do mais, continuam os eleitos do PS, “a dois dias de uma reunião de Câmara extraordinária, convocada à pressa para a aprovação das GOP 2014, que se irá realizar à porta fechada, aos vereadores do Partido Socialista ainda não chegaram quaisquer informações ou elementos que lhes permitam enquadrar as propostas que pretendem apresentar ou analisar com rigor e profundidade tão importantes documentos”.
Tudo isto leva os vereadores socialistas a manifestarem o seu “desagrado” por, “ao contrário do que tem sido apregoado pelo actual presidente do executivo, não se promover qualquer envolvimento das pessoas, dos eleitos, dos outros partidos, das juntas de freguesia e das principais instituições locais na gestão municipal”.
“Este é mais um acto de desvalorização e de redução da participação pública e de desrespeito pela democracia participativa que se vem juntar aos outros já praticados por este novo executivo, nomeadamente a anulação das reuniões de câmara ao fim da tarde, que possibilitava anteriormente a presença das populações”, conclui o comunicado dos vereadores do PS.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima