Vereadores da CDU acusam EMAS de “substituir” a Câmara de Beja

Vereadores da CDU acusam EMAS

Os vereadores da CDU na Câmara de Beja acusam a Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de estar a desempenhar o papel que cabe à autarquia em algumas áreas.
“A maioria PS canalizou para a EMAS algumas das acções que são responsabilidade da Câmara, porque não tem ali qualquer tipo de fiscalização”, vincam os eleitos da CDU em comunicado, acrescentando: “A EMAS transformou-se num imenso saco cor-de-rosa, sem qualquer tipo de controlo nem fiscalização, utilizado em função da estratégia eleitoral do PS. Um escândalo suportado financeiramente por todos nós, mensalmente, no pagamento da factura da água”.
Na mira dos vereadores comunistas está a organização, por parte da EMAS, das comemorações do Dia Mundial da Criança em Beja, no próximo sábado, 1 de Junho, assim como os apoios atribuídos pela empresa municipal a clubes, colectividades e instituições particulares de solidariedade social (IPSS) do concelho.
“Tudo isto enquanto os trabalhadores da EMAS viram, no actual mandato, fortemente condicionada a sua intervenção, nomeadamente na diminuição drástica do trabalho extraordinário, o desaparecimento do subsídio de risco, entre outras, invocando-se sempre a necessidade da contenção financeira”, sublinha o comunicado dos eleitos da CDU.
Apesar de defenderem que o movimento associativo e as IPSS tenham mais apoio por parte da autarquia, os vereadores comunistas concluem que nunca darão “cobertura” nem defenderão “a falta de transparência”, exigindo “respeito e igualdade de tratamento de todas as instituições e uma gestão transparente dos dinheiros públicos”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima