União Europeia aprova medidas contra a seca

União Europeia

A União Europeia (UE) aprovou nesta semana uma série de medidas de apoio propostas pela Comissão Europeia para atenuar as dificuldades financeiras enfrentadas pelos agricultores devido às condições climáticas adversas e para aumentar a disponibilidade de alimentos para os animais.
De acordo com a UE, as acções acordadas pelos Estados-membros deverão ser formalmente adoptadas já em Setembro “incluem a possibilidade de pagamentos antecipados mais elevados e várias derrogações excepcionais em matéria de regras de ecologização, para que os agricultores possam ter alimentos suficientes para os seus animais”.
Os agricultores afectados poderão ainda “receber uma percentagem mais elevada dos seus pagamentos ao abrigo da Política Agrícola Comum (PAC), melhorando os seus fluxos de tesouraria”, acrescenta a mesma fonte.
Nesse sentido, os agricultores podem, por exemplo, receber até 70 % dos seus pagamentos directos a partir de meados de Outubro ou receber 85% dos seus pagamentos relacionados com o desenvolvimento rural assim que o pacote de medidas for formalmente adoptado no início de Setembro.
Serão ainda autorizadas derrogações de certas regras de ecologização para aumentar a disponibilidade de alimentos para animais, entre as quais considerar as terras em pousio como cultura distinta ou como superfície de interesse ecológico mesmo que já tenham sido de pasto ou de colheita; permitir sementeiras de culturas intercalares como culturas estremes caso se destinem a pasto ou à produção de forragens; ou reduzir o período mínimo de oito semanas para as culturas intercalares, de modo que os produtores de culturas arvenses possam fazer as sementeiras de inverno em tempo útil, logo a seguir às culturas intercalares.
“Temos acompanhado de perto a situação desde o início dos fenómenos climáticos extremos e estamos prontos para apoiar os nossos agricultores. A Comissão [Europeia] tem estado em estreito contacto com todos os Estados-membros e temos reagido rapidamente sempre que necessário. Estas medidas deverão aliviar financeiramente os agricultores europeus e protegê-los da escassez de forragens para os seus animais”, sublinha Phil Hogan, comissário responsável pela Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima