Tradição dos toiros de morte anima festas de Barrancos

Tradição dos toiros de morte

Três toureiros espanhóis, um equatoriano e um português vão lidar os touros das touradas de morte das festas de Barrancos deste ano, que começam esta quarta-feira, 28.
A "fêra de Barrancos", que mistura celebrações religiosas e divertimentos pagãos em honra de Nossa Senhora da Conceição, a padroeira da vila raiana do distrito de Beja, vai decorrer até sábado e promete muito cachondeo (divertimento).
As festas arrancam esta quarta-feira, 28, com a tradicional alvorada, pela Banda Filarmónica Fim-de-Século, de Barrancos, e as habituais celebrações religiosas, uma missa e uma procissão, mas as touradas de morte, o "prato forte" do programa e as únicas legais em Portugal, graças a um regime de excepção aprovado em 2002, só vão decorrer a partir de quinta-feira, 29.
Após as celebrações religiosas do primeiro dia, os divertimentos pagãos vão dominar os restantes três dias da "fêra", que começam sempre às 8h00 com os tradicionais encierros, através dos quais os touros a lidar nas touradas de morte serão conduzidos até aos curros da praça de touros.
A partir das 18h00, as touradas de morte vão encher a "mítica" arena de Barrancos, a improvisada praça de touros, que, anualmente, por ocasião das festas, é construída na Praça da Liberdade, no centro da vila.
Na quinta-feira, 29, o matador equatoriano Guillermo Albán e o matador português Sérgio Santos "Parrita" vão lidar os dois touros de morte da corrida inaugural.
O matador espanhol José Maria Lázaro e o novilheiro espanhol Eugenio Martin "El Mani" lidarão os dois touros de morte da segunda corrida, na sexta-feira, 30.
Na terceira e última corrida, no sábado, 31, o novilheiro espanhol Manuel Ponce lidará o quinto e último touro de morte da "fêra" de Barrancos deste ano.
Como ‘manda’ a tradição, a última tourada termina com a lide de uma vaca pelos espectadores e aficionados mais "aventureiros" e que é morta na arena no meio de uma roda de pessoas.
O cachondeo da "fêra de Barrancos" prolonga-se pelas noites fora com espectáculos musicais de grupos e artistas portugueses e espanhóis, sempre a partir das 22h00, na arena da praça de touros, seguidos de bailes e concertos, a partir das 00h00, no Quintalão de Festas.
Los Cuatro Vientos (quarta-feira), Rumbo Flamenco e Zapatito de Tacón (quinta-feira), Tony das Carreiras e suas Bailarinas (sexta-feira) e Isabel Augusto (sábado) são os artistas e grupos que vão actuar nos espectáculos previstos para a arena da praça de touros.
Bailes com as orquestras La Central (quarta e quinta-feira) e La Costa (sexta-feira e sábado) e o concerto de Nolasco (sexta-feira) são os espectáculos programados para o Quintalão de Festas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima