Stockholm Lisboa Project encerra digressão portuguesa em Mértola

Stockholm Lisboa Project encerra digressão portuguesa em Mértola

O grupo Stockholm Lisboa Project apresenta este sábado, 1, em Mértola, no cine-teatro Marques Duque, o seu mais recente álbum, “Aurora”, editado em Setembro passado, em que recria temas como “Senhora do Almortão” e “Vagamundo”.
O concerto em Mértola encerra a digressão do grupo, iniciada no passado dia 23 de Novembro, e que marcou o reencontro do grupo com o público português, depois da última digressão em 2010, tendo participado em projectos com Rui Oliveira, Hélder Moutinho e Ricardo Parreira.
Além de Micaela Vaz constituem o grupo Filip Jers (harmónica e voz), Sérgio Crisóstomo (violino e voz) e Simon Stalspets (mandola nórdica, corno de cabra, flauta de salgueiro, harmónica, e voz).
O projeto luso-sueco, que funde o fado com a música popular portuguesa, com a <i>polskas</i> sueca e outras tradições musicais nórdicas, recebeu este ano uma nomeação para os Swedish Folk & Music Awards.
“Aurora”, que sucede a “Diagonal”, editado em 2009, e que marcou a estreia internacional do grupo, inclui temas como “Tu Gitana” e “En tu puerta”, melodias tradicionais portugueses, ao lado de originais como “Lenço do meu caminho”, de Micaela Vaz, “Instead of Facebook” e “Bjorkhalling”, a canção tradicional sueca “Polska after Lindbad” ou “Senhora Maria”, do repertório de Vitorino.
Além de “Vagalume” (Luís de Macedo/Alain Oulman), do repertório de Amália Rodrigues, o grupo recria “Espelho Quebrado” (David Mourão-Ferreira/A. Oulman).
A digressão portuguesa do Stockholm Lisboa Project, que termina em Mértola, passou por Cascais, Lisboa, Gouveia e Paredes de Coura.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima