Sindicato dos mineiros volta a exigir retoma da extracção e produção em Aljustrel

Sindicato dos mineiros volta a exigir retoma da extracção e produção em Aljustrel

O sindicato dos mineiros voltou a exigir a retoma da extracção e da produção “em pleno” na mina de Aljustrel, numa altura em que o país “precisa de produzir mais, criar emprego e aumentar as exportações”.
“O país e a região precisam desta empresa a produzir e, numa altura em que o nosso país precisa de produzir mais, criar emprego e aumentar as exportações, continuamos sem compreender porque é que a mina não está a laborar em pleno”, afirmou o sindicalista Jacinto Anacleto.
O dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) falava à Agência Lusa à margem de uma sessão pública de esclarecimento sobre a situação da mina, concessionada à empresa Almina, que decorreu sábado, 14, na vila de Aljustrel.
Jacinto Anacleto lamentou que não se saiba “o destino dos cerca de 137 milhões de euros que o Governo colocou à disposição da empresa” e reivindicou a “produção em pleno” da mina e a “criação dos 900 postos de trabalho que foram prometidos”.
O dirigente sindical adiantou que a concessionária, a Almina, “está actualmente a extrair pouco minério”, advertindo que a situação “não é viável para nenhuma empresa”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima