Semblana garante mina de Neves-Corvo até 2027

Semblana garante mina

A Somincor assinou esta sexta-feira, 11, com o Governo um contrato para exploração do novo depósito de cobre da Semblana, que irá prolongar a “vida” da mina até 2027.
O contrato de alargamento da concessão da mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, representa um investimento total de 185 milhões de euros e foi assinado entre a Somincor e o Estado, numa cerimónia que contou com a presença do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e do ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva.
“Esta ocasião representa um reforço de colaboração entre a Somincor e o Estado português. A Somincor e o grupo Lundin Mining estão comprometidos a continuar a utilizar as melhores práticas na gestão dos recursos minerais e a promover uma atitude responsável com todos os stakeholdesrs”, sublinhou na ocasião o presidente da Somincor, Michael Hulmes.
Já Passos Coelho saudou a Somincor pelo investimento, considerando tratar-se de “uma prova de confiança” da empresa “no trabalho que o país tem vindo a desenvolver em termos económicos”.
“É para nós importante conseguir atrair investimento para o nosso país e em particular para uma área que, do nosso ponto de vista, tem potencialidade para crescer em termos de investimento nos próximos anos”, acrescentou o primeiro-ministro.
De acordo com a empresa mineira, a assinatura deste contrato permite à Somincor aceder ao depósito, que contém 200 mil toneladas de cobre e cuja concessão e exploração vai permitir aumentar a vida útil da mina de Neves-Corvo.
A Somincor investiu, nos últimos cinco anos, 35 milhões de euros para desenvolver o depósito de Semblana e estima que será necessário investir mais 150 milhões de euros para o colocar a produzir.
A primeira produção de cobre a partir de Semblana deverá ocorrer dentro de "três a quatro anos", admite a Somincor, que espera criar 200 postos de trabalho quando o depósito estiver a produzir “no máximo”.
A descoberta do novo depósito rico em cobre foi anunciada em Outubro de 2010 e é considerada a mais importante desde 1988, quando foi descoberto o jazigo rico em zinco do Lombador.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima