Santiago Macias quer museu regional gerido pela CM Beja

Santiago Macias quer museu

A gestão e o espólio do Museu Regional Rainha D. Leonor, em Beja, devem passar para a Câmara Municipal local, defende Santiago Macias, presidente da Assembleia Distrital.
Em declarações à Agência Lusa, Santiago Macias diz que a gestão e o espólio "valiosíssimo" do museu devem "caber à Câmara de Beja", porque o núcleo museológico está em Beja e tem "uma relação umbilical" com a cidade.
No dia 26 de Junho deste ano, foi publicada uma lei que dá 120 dias para cada assembleia distrital decidir e comunicar ao membro do Governo responsável pela área da administração local a que entidade vai afectar o património e quadro de pessoal.
Além do espólio do museu, instalado no Convento de Nossa Senhora da Conceição, propriedade do Estado, a Assembleia Distrital de Beja (ADB) tem, como património, três imóveis em Beja, o edifício sede, que alberga várias instituições, o edifício onde funciona o Arquivo Distrital de Beja e um imóvel que serve como galeria de exposições.
A ADB "não faz sentido com o enquadramento que tem actualmente" e a sua actividade "resume-se, praticamente, à gestão" do Museu Regional de Beja – Rainha D. Leonor, diz Santiago Macias, que também é presidente da Câmara de Moura.
Por isso, defende, a transferência do património e dos 14 funcionários da ADB, dois administrativos e 12 ao serviço do museu, e da gestão do núcleo museológico "deve ser feita de forma gradual e faseada para a Câmara de Beja".
Santiago Macias falava à Lusa a propósito de um colóquio sobre o futuro do Museu Regional de Beja, que vai decorrer esta quinta-feira, 24, a partir das 21h00, nas instalações do núcleo museológico.
A iniciativa vai contar com as participações de Ana Paula Amendoeira (presidente da Comissão Nacional Portuguesa do ICOMOS), João Neto (presidente da Associação Portuguesa de Museologia), José Alberto Ribeiro (presidente da Comissão Nacional Portuguesa do ICOM), José António Falcão (presidente do Departamento Histórico e Artístico da Diocese de Beja), José Carlos Oliveira (director do Museu Regional de Beja) e Manuel Bairrão Oleiro (director do Departamento de Museus, Conservação e Credenciação), além de Santiago Macias.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima