“Ruralidade é segredo da Feira de Garvão”, diz presidente da CM Ourique

“Ruralidade é segredo

Na véspera de arrancar mais uma edição da tradicional Feira de Garvão, o presidente da Câmara de Ourique, Marcelo Guerreiro, justifica ao “CA” o sucesso e a longevidade do certame com o facto deste manter intacta a sua “traça rural”.

Qual a mais-valia da Feira de Garvão?
A Feira de Garvão é uma feira secular e a verdadeira feira do Mundo Rural. É uma feira que mantém todas as suas características tradicionais, aliadas àquilo que é a modernização da nossa agricultura e do potencial agrícola e rural. Preparamos e organizamos esta feira em parceria com a ACPA e aquilo que esperamos é que seja um grande momento para o Mundo Rural, para o concelho de Ourique e para Garvão, e que o Mundo Rural saia a ganhar.

De que forma conseguiu a Feira de Garvão afirmar-se pela tradição num tempo de modernidade?
A Feira de Garvão tem esta característica tradicional e rural, aliada àquilo que é a modernidade e os novos factores agrícolas e rurais. E o segredo desta feira está em manter toda esta ruralidade, que faz parte da nossa identidade enquanto baixo-alentejanos e enquanto território inserido no Mundo Rural. E que nós queremos continuar a valorizar e a trabalhar, porque não negamos esta nossa identidade e potencial.

Esta feira continua a ser local de negócios como no passado?
Sim, a Feira de Garvão era um local onde tradicionalmente havia a transacção de animais e ainda hoje continua a existir negócio e a encontrarem-se por lá os vários agentes ligados à agricultura e à pecuária. Isso é algo que está no ADN da Feira de Garvão e que é preciso continuar a salvaguardar, porque esta identidade e tradição que a feira tem nunca poderá ser perdida. E essa é também uma das nossas principais preocupações.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima