Resoluções sobre condições dos imigrantes no Perímetro do Mira aprovadas

Trabalhadores no campo apanhar morangos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Comissão Parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação aprovou, no final da passada semana, os projectos de resolução do PSD, Bloco de Esquerda, PCP e PS sobre a oferta de habitação e condições sociais aos trabalhadores imigrantes no Perímetro de Rega do Mira (PRM), que abrange 12 mil hectares nos concelhos de Odemira e de Aljezur.

Em comunicado, a Federação do Baixo Alentejo do PS sublinha que se inicia assim a “resolução de um drama humano existente nos territórios produtivos do Baixo Alentejo”, enaltecendo “o empenho” dos deputados socialistas Telma Guerreiro (Beja) e Luís Graça (Faro) e das câmaras de Odemira e Aljezur perante “um problema identificado há muito nos territórios do litoral”.

Para os socialistas, os projectos de resolução agora aprovados devem ser “um princípio de reflexão e de acção sobre a problemática da integração das comunidades imigrantes, que neste momento se alarga a todo o território do Baixo Alentejo, sobretudo em áreas produtivas do perímetro de rega do Alqueva”.

O PS do Baixo Alentejo acrescenta mesmo que, “a partir destas iniciativas”, é importante que “se criem soluções comuns de habitação, de apoio social e de saúde e de integração das dezenas de milhares de imigrantes em todo o território, assumindo uma realidade incontornável de valorização da cidadania e das competências dos imigrantes em benefício da região e do país”.

Nesse sentido, os socialistas deixam a garantia de que irão procurar “introduzir, através do reforço do empenho e compromisso do trabalho até aqui realizado pela deputada Telma Guerreiro, na solução legislativa a construir, uma resposta abrangente a todas as comunidades e concelhos da região, devendo também ser envolvidas as autarquias e Comunidade Intermunicipal, a partir deste amplo consenso parlamentar e partidário”.

Opinião

Carlos Pinto

8 de Janeiro, 2021

Entrar em 2021 de “pé esquerdo”

Vítor Encarnação

8 de Janeiro, 2021

Casa do Alentejo

Carlos Pinto

18 de Dezembro, 2020

Pessimismo ou optimismo?

Napoleão Mira

18 de Dezembro, 2020

Um conto de Natal quase verdadeiro

Carlos Pinto

4 de Dezembro, 2020

Uma iniciativa exemplar

Vítor Encarnação

4 de Dezembro, 2020

Corações

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima