Rescisões nas autarquias não convencem Pedro do Carmo

Rescisões nas autarquias não

O presidente da Câmara de Ourique considera o programa de rescisões por mútuo acordo na administração local uma "oportunidade" para as autarquias, mas duvida do sucesso da medida.
O programa "é uma oportunidade para as autarquias reduzirem pessoal e despesas, mas acho que não irá ter grande sucesso, porque não vejo grande disponibilidade dos funcionários em aderir", dia à Agência Lusa Pedro do Carmo, eleito pelo PS.
Segundo o autarca, não deverá haver grande disponibilidade dos funcionários em aderir ao programa, sobretudo nos concelhos do interior do país, como Ourique, onde as autarquias são "o garante de um conjunto de empregos" e as oportunidades de trabalho são "escassas".
Por outro lado, diz, as autarquias que atravessam dificuldades financeiras, como é o caso da Câmara de Ourique, podem não ter disponibilidades orçamentais para pagar as indemnizações devidas aos trabalhadores interessados em aderir ao programa e rescindir os contratos por mútuo acordo.
As autarquias poderão avançar ainda este ano e até final de 2014 com um programa de rescisões por mútuo acordo, que poderá prolongar-se até final de 2015 para os municípios em recuperação financeira, ao abrigo de uma nova portaria do Governo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima