Relvado baixo-alentejano no Málaga-Porto da Champions

Relvado baixo-alentejano no

O relvado onde esta quarta-feira, 13, o FC Porto vai discutir com o Málaga a passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões foi produzido no Litoral Alentejano.
“Se depender da relva, será um grande jogo”, antevê ao “CA” o inglês Peter Knight, administrador da Camposol 2, empresa sediada em Vila Nova de Milfontes e especializada na produção de tapetes de relva e de produtos hortofrutícolas.
Em 2012 a Camposol 2 facturou cerca de oito milhões de euros, sendo que 1,5 milhões de euros “são relativos à venda de relvados”, explica Peter Knight, reconhecendo que a melhor publicidade que teve foi quando vendeu relva para o Santiago Barnabéu, “casa” do Real Madrid.
“Foi uma grande acção de marketing para nós”, diz o empresário britânico, que já comercializou relvados um pouco para toda a Península Ibérica e para outros pontos da Europa.
“Já chegámos a Lyon, ao Mónaco, a Barcelona, a Granada… A última encomenda que tivemos foi Granada. E antes disso foi Málaga”, adianta.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima