Regantes exigem medidas contra a seca

Regantes exigem

A Federação Nacional dos Regantes (Fenareg) defendeu, no âmbito do Grupo de Trabalho da Seca criado pelo Governo, várias medidas contra a seca que considera “essenciais” para o sector do regadio e que “dependem de esforço conjunto com os outros ministérios”. Nesse sentido, os regantes defendem, desde logo, a implementação do “regime de caudal mínimo diário nas bacias hidrográficas, para que não ocorram períodos de caudal nulo”.
Ao mesmo tempo, a Fenareg exige a viabilização do preço da água de Alqueva “para reforço de água às albufeiras dos perímetros de rega confinantes”, nomeadamente o Roxo, Vigia, Odivelas, Campilhas e Vale do Gaio.
A isenção, “com carácter excepcional”, do pagamento da Taxa de Recursos Hídricos no sector agrícola e o aprofundamento de “outras possibilidades para diminuir os factores de produção relacionados com o uso eficiente da água” são outras das propostas da Fenareg.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima