PSD de Odemira discorda da extinção da freguesia de Bicos

PSD de Odemira discorda da extinção da freguesia de Bicos

A Concelhia de Odemira do PSD não concorda com a “divisão” da freguesia de Bicos pelas freguesias de Vale de Santiago e Colos, argumentando mesmo que esta proposta, aprovada em Outubro pela Assembleia Municipal, “teve como único propósito o favorecimento político do PS de Odemira”.
Em comunicado enviado ao “CA”, concelhia laranja de Odemira sustenta “que não está prevista na lei [da reorganização administrativa do território] a ‘implosão’ de uma freguesia, mas somente a agregação de freguesias, na qual se integra o património, os recursos humanos, os direitos e obrigações das freguesias agregadas”.
Nesse sentido, os sociais-democratas argumentam que a proposta do PS “levanta algumas questões”, nomeadamente saber se “os bens imóveis da freguesia de Bicos vão ser divididos ao meio” ou para onde vão trabalhar os actuais recursos humanos da Junta de Freguesia.
No comunicado, o PSD de Odemira revela igualmente que gostaria de saber se a proposta apresentada “teve em conta a opinião dos fregueses de Bicos” e se “é desta maneira que o PS de Odemira promove uma política de proximidade com as populações”.
“Odemira necessita de outras políticas, mas muito mais do que novas políticas necessita de outros políticos. Políticos que oiçam as populações e não decidam o futuro das mesmas somente com objectivos eleitoralistas, políticos que sintam entusiasmo em partilhar com o povo as mais-valias conseguidas para o concelho de Odemira e, acima de tudo, que cumprir as leis da República Portuguesa seja o seu ponto de honra”, conclui o comunicado laranja.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima