PSD de Beja refuta críticas e acusa PS de “demagogia” e “irresponsabilidade”

PSD de Beja refuta críticas e acusa PS de “demagogia” e “irresponsabilidade”

“Já chega de irresponsabilidade e demagogia” – é esta a resposta da Distrital de Beja do PSD às críticas lançadas no início da semana pelo presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS, Pedro do Carmo, que acusou o actual Governo PSD/ CDS-PP – com destaque para o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, o bejense Carlos Moedas – de “abandonar projectos ‘âncora’” para a região e de ridicularizar o distrito com uma “nova política centralista”.
Na resposta, a Distrital de Beja do PSD sublinha “que já chega de irresponsabilidade e demagogia, pois o estado do país não o permite e o da região ainda menos”.
“Em vez de culpar Carlos Moedas pelo estado precário em que vivem algumas das instituições do nosso Alentejo, Pedro do Carmo deveria era procurar os culpados por quem encaminhou essas instituições até à situação com que hoje se deparam”, reforça o comunicado laranja, que acrescenta: “Se calhar, até lhe daria menos trabalho, pois reduzia a procura à sua própria casa, ou seja, ao seio do PS”.
A Distrital de Beja do PSD vai mais longe e vinca que as declarações de Pedro do Carmo sobre a ridicularização de Beja “não passam, elas sim, de um <i>sketch</i> humorístico”.
“A pesada herança deixada pelo anterior Governo aos alentejanos e aos restantes portugueses, convertem as tiradas de Pedro do Carmo em demagogia barata, tornando a sua atitude sedenta de um protagonismo fácil, numa atitude, essa sim, ridícula”, conclui a nota do PSD.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima