PS defende criação da região Baixo Alentejo

PS defende criação

O Partido Socialista do Baixo Alentejo continua a defender a Regionalização e a criação da região Baixo Alentejo, rejeitando a criação de uma única região do Alentejo.
A posição da Federação do PS surge na véspera do Congresso AMAlentejo, que decorre este sábado, 2 de Abril, em Tróia, organizado pelo movimento AMAlentejo e que vai, precisamente, defender a criação de uma única região administrativa que junte o Alto ao Baixo Alentejo.
Em comunicado assinado pelo presidente da Federação, Pedro do Carmo, o PS do Baixo Alentejo garante ser favorável “a todas as formas de defesa e de valorização da interioridade e da afirmação do Poder Local e das instituições regionais” e assume ser “um defensor do processo de Regionalização através da criação de regiões administrativas”, respeitando “todas as posições divergentes da sua sobre o conceito geográfico da regionalização”.
Ainda assim, os socialistas entendem “que essas posições devem reflectir o interesse comum dos territórios e das pessoas e nunca os interesses particulares de uma estratégia partidária e eleitoral”.
Por isso mesmo, acrescenta o comunicado, “considerando que a realização do Congresso AMAlentejo encerra em si um princípio de defesa da criação de uma única região do Alentejo, o PS Baixo Alentejo reitera a sua conhecida posição de defesa da criação da região Baixo Alentejo, em consonância com os resultados do referendo sobre a Regionalização, de 8 de Novembro de 1998”.
“A defesa de uma região do Baixo Alentejo é a solução ambicionada pelo PS e pelos socialistas, ao lado dos cidadãos, e capaz de promover os projectos de desenvolvimento sustentado a favor das pessoas e do futuro da região e a qual não abdica defender em todas as circunstâncias”, conclui o comunicado assinado por Pedro do Carmo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima