PS de Odemira contesta eventuais "recuos" do Governo no programa Polis Sudoeste

PS de Odemira contesta eventuais "recuos" do Governo no programa Polis Sudoeste

O PS de Odemira contestou hoje eventuais “recuos” do Governo no programa Polis Sudoeste, como a desistência de investimentos previstos, avisando que não vai aceitar “discriminações” dos municípios socialistas relativamente aos do PSD e CDS-PP.
"Há informações que apontam para a amputação do Polis Sudoeste", ou seja, para "a desistência de intervenções, que poderão não se realizar, algumas com bastante relevância para as populações dos concelhos" abrangidos, disse à agência Lusa o presidente da concelhia de Odemira do PS, Ricardo Cardoso.
O responsável falava após um comunicado daquela estrutura concelhia socialista a contestar “recuos” no Polis Sudoeste.
Trata-se de um programa, refere o comunicado, que “vem minimizar, e em alguns casos mesmo colmatar, uma necessidade de longos anos”, que era “a ausência de um plano de gestão e investimentos do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina”.
"Trata-se de repor alguma justiça e corresponder a uma pretensão de sempre: a existência de investimentos numa zona de fortes limitações e restrições à actividade humana", realçou Ricardo Cardoso.
No actual contexto de crise internacional, "desde logo surgem vontades ou pretextos para recuar nesta reposição de justiça", ou seja, nos investimentos previstos no Polis Sudoeste, "o que também parece acontecer com o actual governo PSD/CDS-PP", disse.
Por outro lado, Ricardo Cardoso disse ter informação de que “existem outros Polis em que, efectivamente, não estão a ser postas em causa intervenções", o que "pode levar-nos a pensar que estamos perante um facto político".
Segundo o responsável, o PS de Odemira "nunca aceitará" e "denunciará" eventuais "discriminações de base ideológica" em relação aos municípios abrangidos pelo Polis Sudoeste, que são os de Odemira, Aljezur e Vila do Bispo, geridos pelo PS, e o de Sines, liderado por um independente.
"O PS Odemira estará muito atento à actuação em relação a outros Polis do Litoral em actividade, nomeadamente aos investimentos programados para os municípios governados por maiorias do PSD e CDS", garantiu ainda o dirigente socialista.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima