PS de Castro volta a atacar preço da água

PS de Castro volta a

O aumento do preço continua a marcar a actualidade política em Castro Verde, desta feita com o PS a considerar que é o executivo CDU que está a realizar uma “campanha de desinformação” sobre o assunto.
Em causa está o recente comunicado emitido pelo Município, já depois de os socialistas terem vindo a público contestar o aumento do preço da água no concelho, situação que está a gerar “grande descontentamento e protesto” entre a população.
No comunicado divulgado esta segunda-feira, 4, o PS acusa a CDU de “querer enganar as pessoas” do concelho, argumentando que o Regulamento Municipal de Abastecimento de Água, aprovado a 17 de Dezembro com o voto favorável do PS, “não determina o valor das tarifas/preços da água”, mas sim “todas as regras do sistema de abastecimento de água e, entre elas, os escalões de consumo do utente”.
“É a tabela de Tarifas de Água, Águas Residuais e Resíduos Urbanos que define o preço a pagar pelos utentes em função do consumo que têm. E os valores das tarifas foram revistos, por proposta da CDU e pela segunda vez em menos de um ano, na reunião da Câmara Municipal de 9 de Dezembro de 2015”, tendo o PS votado contra este aumento, “tal como já tinha votado no anterior aumento em Março de 2015”, acrescentam os socialistas.
O PS justifica o seu voto contra o aumento da factura da água como sendo “político e de protesto, com o objectivo concreto de não apoiar uma decisão que muito castiga a economia familiar dos castrenses”.
“Perante os factos atrás apontados, […] percebe-se muito bem quem, para se defender de medidas que penalizam muito a população, quer fazer uma ‘campanha de desinformação’ e, desse modo, confundir as pessoas de Castro Verde”, acusam os socialistas, considerando que o aument dos preços da água “é a melhor prova para desmascarar esta ‘pele de cordeiro’ que a maioria da CDU quer vestir, como aliás faz sempre: as coisas boas são obra da CDU; as coisas más são sempre culpa dos outros”.
Para o PS, seria “mais útil que a maioria da CDU na Câmara explicasse porque não faz obras na rede de distribuição de águas e porque deixou o sistema atingir um ponto de quase colapso”, recomendando o empenho do executivo comunista na resolução desses “gravíssimos problemas da rede onde, igualmente devido às roturas frequentes, existem perdas/fugas de água devidamente tratada, que representam custos muito altos que são suportados pela Câmara Municipal e são um bom exemplo da má administração municipal da CDU”.
A fechar, o PS garante que vai continuar “a fazer uma oposição firme e clara em Castro Verde, sempre com elevação e respeito, para mostrar os erros e a crescente incapacidade da CDU na Câmara Municipal”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima