PS de Castro Verde critica presidentes de junta da CDU

PS de Castro Verde critica

A Concelhia de Castro Verde do PS acusa as presidentes de junta do concelho eleitas pela CDU (Entradas, Santa Bárbara de Padrões e São Marcos da Atabueira) de “falta de responsabilidade pública, negação da palavra dada e quebra de confiança institucional”. Em causa está a abstenção destas eleitas comunistas na votação dos acordos de cooperação entre as juntas de freguesia e a Câmara Municipal durante a Assembleia Municipal da passada semana, posição que os socialistas consideram “incompreensível”.
Em comunicado enviado ao “CA”, o PS de Castro Verde lembra que “depois de acolher a recomendação da Assembleia Municipal e ter elaborado um ‘documento de trabalho’ ajustado à realidade actual e com as correcções consideradas pertinentes para melhorar os acordos de cooperação, a Câmara Municipal remeteu-os para uma primeira análise das juntas de freguesia de modo a poderem apontar correcções e propostas”.
“Mais tarde, foi realizada uma reunião com todos os presidentes de junta de freguesia onde foram feitas as correcções finais e alcançado consenso entre todos sobre a versão final dos documentos”, diz o PS, para logo acrescentar: “A par disso, a Câmara Municipal informou as juntas de freguesia que os investimentos de 2019 não iriam interferir no acordos de 2020. Ou seja, mesmo sem terem feitos as obras (como aconteceu em São Marcos da Atabueira!), a Câmara Municipal disponibilizou-se para assegurar a totalidade do financiamento acordado em 2019 (30.000 euros) e o acordado para 2020: mais 30.000 euros”.
Ainda assim, as três eleitas da CDU abstiveram-se na votação dos acordos, uma “atitude incompreensível” para o PS de Castro Verde, que logo conclui que as presidentes das juntas de freguesia de Entradas, Santa Bárbara de Padrões e São Marcos da Atabueira “não estão a defender os interesses da população das suas freguesias e preferem estar submetidas à agenda da CDU e ao seu interesse partidários”.
Nesse sentido, os socialistas terminam o comunicado com uma questão: “Será que, nas juntas e assembleias de freguesia, onde os documentos também terão de ser votados, os eleitos da CDU também vão optar pela abstenção?”

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima