PS de Beja lamenta não ter sido convidado para sessão solene

PS de Beja lamenta não ter sido

Os eleitos do PS na Assembleia Municipal de Beja lamentam não ter sido convidados para a sessão solene de atribuição de medalhas municipais da passada quinta-feira, 29.
Em comunicado, os socialistas manifestam o seu “mais profundo desagrado” pelo ocorrido, lembrando que no passado “esse convite sempre foi feito, independentemente da maioria em exercício na Câmara”.
“Desta forma, a Câmara rompeu, de forma unilateral, as regras de cordialidade entre os dois órgãos municipais que, para efeitos desta efeméride, tinha décadas”, continua o comunicado do PS.
Os socialistas frisam ainda saber que não se tratava de uma sessão solene da Assembleia Municipal, mas sim de uma sessão solene da Câmara, “pública e aberta à população”.
“Porém, também não deixa de ser verdade que as medalhas de honra e de mérito só são atribuídas depois de aprovadas pela Assembleia Municipal, por proposta da Câmara. Significa isso que sem a aprovação, por maioria, dos eleitos da Assembleia Municipal, não haveria qualquer medalhado no Município. Ora, não é por isso aceitável que tenha havido um total esquecimento dos 33 eleitos que, através do seu voto, tornaram as homenagens possíveis”, acrescenta o grupo de eleitos do PS na Assembleia Municipal, que quer “acreditar que foi apenas mais um erro de protocolo da Câmara de Beja” que “não se repetirá em 2015”.
“Se no próximo ano os eleitos à Assembleia Municipal de Beja voltarem a não ser convidados para a sessão solene de atribuição de medalhas municipais, o PS deixa claro, desde já, que não participará, em sede de Assembleia Municipal, nas votações das medalhas municipais nos anos de 2016 e de 2017, dois últimos da corrente legislatura municipal”, conclui o comunicado do PS, que saúda “vivamente todas as pessoas e entidades homenageadas no passado dia 29 de Maio”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima