PS critica CDU por aumento da dívida na Câmara de Castro Verde

PS critica CDU por

A redução da dívida anunciada por várias autarquias da região leva o PS a criticar a gestão da CDU na Câmara de Castro Verde por estar, “em sentido contrário”, a aumentar a dívida do Município.
Os socialistas falam numa “cada vez mais notória falta de competência para gerir os destinos” do concelho e lembram que esta situação acontece “apesar das receitas excepcionais dos impostos da Somincor, que atingiram cerca de 25 milhões de euros em 11 anos”.
“Várias câmaras da região, como Aljustrel, Almodôvar, Beja, Ourique, Santiago do Cacém ou Sines, anunciaram nos últimos dias uma redução substancial das suas dívidas. Mas em Castro Verde, somos confrontados com uma situação completamente oposta: a Câmara vai endividar-se mais”, afirma o vereador socialista António José Brito.
O autarca destaca que, “devido à gestão errada e incompetente da CDU”, o Município de Castro Verde “não só não reduziu a dívida como, pelo contrário, aumenta-a bastante com um empréstimo de 900 mil euros já contratado junto da banca, preparando-se para contrair outro de mais 800 mil euros”.
“Não podemos deixar de manifestar publicamente uma profunda preocupação e desapontamento com a evolução deste quadro financeiro”, acrescenta António José Brito, insistindo na argumentação que esta situação “é fruto da má administração que a CDU tem levado a cabo durante o actual mandato”.
“A má gestão financeira que a CDU está a fazer na autarquia está à vista de todos”, conclui.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima