Projecto do Outeiro do Circo (Mombeja) cancelado por falta de apoio da Câmara de Beja

Projecto do Outeiro do Circo (Mombeja) cancelado por falta de apoio da Câmara de Beja

O projecto de investigação arqueológica dedicado ao Outeiro do Circo, na pequena freguesia de Mombeja, foi cancelado por falta de apoio por parte da Câmara de Beja, anunciaram os seus responsáveis.
Em comunicado divulgado no blogue do projecto (<i>outeirodocirco.blogspot.pt</i>), Miguel Serra e Eduardo Porfírio lembram que entre 2008 e 2012 realizaram-se quatro campanhas de escavação neste importante sítio arqueológico do Baixo Alentejo, “que contaram com o apoio de diversas instituições”, mas que “dependeram sempre do apoio financeiro” da autarquia.
Por isso mesmo, continuam estes responsáveis, em Janeiro de 2012 foi apresentado à Câmara de Beja “um novo pedido de apoio centrado no desenvolvimento de nova fase de investigação do sítio e da região onde se insere, dando cumprimento a um dos objectivos estabelecidos em 2008, que visava a criação de um programa geral de investigação após uma fase de avaliação das potencialidades do sítio arqueológico”.
Na prática, a nova fase proposta “permitia um aumento da área de intervenção com naturais consequências em termos de novos conhecimentos científicos, criação de espaços visitáveis, incremento das acções de divulgação e educação patrimonial, entre outras”.
Contudo, e “após um longo período sem resposta em relação a este pedido”, os responsáveis pelo projecto foram informados na passada sexta-feira, 15, “que a Câmara Municipal de Beja não estaria em condições de confirmar os apoios para o presente ano”, o que inviabiliza a continuidade dos trabalhos no local.
Ainda assim, Miguel Serra e Eduardo Porfírio esperam que este não seja o adeus definitivo ao projecto do Outeiro do Circo.
“Sempre nos transmitiram o interesse por parte do executivo neste projecto, que esperamos que se mantenha para uma nova oportunidade a surgir o mais brevemente possível”, vincam ambos, garantindo que entre os meses de Julho e Outubro se irão manter algumas das actividades já agendadas para o local, nomeadamente visitas organizadas, acções de formação e oficinas de arqueologia experimental.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima