Professor condenado a 18 anos por abuso de menores em Beja

Professor condenado a 18 anos

O Tribunal de Beja condenou a 18 anos de prisão efectivo o professor de 48 anos que estava acusado de abuso sexual de quatro menores entre 2015 e 2017, quando leccionava na escola básica da freguesia da Salvada, no concelho de Beja.
A leitura do acórdão pelo colectivo de juízes aconteceu nesta quarta-feira, 26, e dos 536 crimes de que estava acusado o arguido acabou por ser condenado por um total de 16 crimes: 10 de abuso sexual de crianças de trato sucessivo, dois de abuso sexual de crianças agravado e dois de abuso sexual de crianças, um de maus-tratos e um de pornografia de menores.
O professor, que se encontrava em prisão preventiva desde o final do ano passado, terá assim de cumprir uma pena única de 18 anos de prisão efectiva e cumprir uma pena acessória de proibição de exercer profissão, emprego, funções ou actividades, públicas ou privadas, cujo exercício envolva contacto regular com menores pelo período de 15 anos.
O arguido terá ainda de pagar cinco indemnizações, uma a cada uma das quatro crianças vítimas de abuso sexual e outra à criança vítima de maus-tratos, no valor total de 53 mil euros.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima