Presuntos do mundo “reúnem-se” em Ourique

Presuntos do mundo

Ourique recebe a partir desta terça-feira, 28, o VII Congresso Mundial do Presunto, que até sexta-feira junta na vila especialistas e produtores vindos de todo o mundo.
“É um momento muito importante para afirmar o prestígio de Ourique, centrado num projecto muito amplo de dinamização económica”, vinca ao “CA” o presidente da autarquia local e do comité organizador do certame.
Este congresso será “uma mais-valia para toda a actividade que realizamos a partir do porco de raça alentejana, mas também para a promoção turística. E claro, é muito prestigiante para Ourique”, acrescenta Pedro do Carmo.
Por estes dias, Ourique será a “capital mundial do presunto” e palco para a discussão de alguns dos temas mais pertinentes entre os agentes do meio.
“Pretende-se dar a conhecer novas metodologias de produção, novos processos a nível de transformação ou novas tecnologias veterinárias”, confirma o presidente da Associação de Criadores de Porco Alentejano (ACPA), Nuno Faustino.
Organizado pela Câmara de Ourique em parceria com a ACPA e outras entidades nacionais e estrangeiras, o VII Congresso Mundial do Presunto arranca esta terça-feira, 28, às 18h00, com a apresentação das candidaturas à organização da oitava edição e a eleição dos vencedores dos prémios “Trajectória Empresarial” e “Trajectória Científica”. Depois realiza-se um jantar no Castro da Cola.
A sessão de abertura só está prevista para quarta-feira, 29, a partir das 10h00, contando com as intervenções dos presidentes da Câmara de Ourique e da ACPA, Pedro do Carmo e Nuno Faustino, respectivamente, além do eurodeputado Capoulas Santos (embaixador do congresso), do director geral para a Agricultura na União Europeia, José Manuel Silva, e de um membro do Governo.
Segue-se a conferência de abertura sobre o tema “A produção de suínos em Portugal – Porco branco e alentejano” e os painéis de debate “Produção da matéria-prima – Genética”, “Produção de matéria-prima – Alimentação e maneio” e “Produção de matéria-prima – A produção de presunto baseada no meio ambiente”.
A fechar o dia, a partir das 19h00, terá lugar uma mostra de degustação de produtos derivados do porco alentejano.
Na quinta-feira, 30, prossegue a discussão científica, com os painéis de debate “Transformação – Tecnologia do presunto e processos de transformação: Salga”, “Processos de transformação – Secagem e maturação”, “Processos de transformação – Tecnologias pós-processo de cura do presunto” e “Caracterização e certificação do presunto”.
No fim do dia haverá nova degustação de presuntos, agora de todo o mundo (19h45), e um jantar de gala (21h00).
No último dia do congresso, sexta-feira, 31, o programa científico prevê a apresentação e discussão dos artigos científicos seleccionados e o painel de debate “Promoção e comercialização”.
A conferência de encerramento do congresso está agendada para as 12h25 e será dedicada ao tema “O papel do presunto curado numa dieta saudável”, seguindo-se a apresentação das conclusões por José Tirapicos Nunes (presidente do comité científico) e a sessão de encerramento.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima