Presidente do PS do Baixo Alentejo exige mais médicos de saúde pública

O presidente da Federação do Baixo Alentejo (FBA) do PS exige que o Governo dê uma resposta urgente “à carência de médicos de saúde pública no distrito”, seja “por concurso ou, no imediato, através do recurso à mobilidade”.

A exigência dos socialistas foi apresentada, no final da passada semana, por Nelson Brito em reunião com a ministra da Saúde, Marta Temido.

O encontro serviu para “analisar questões relacionadas com a saúde no Baixo Alentejo”, tendo o líder regional do PS defendido “a urgência de responder à carência de médicos de saúde pública no distrito, que deve ser suprida o mais rapidamente possível, ou por concurso ou, no imediato, através do recurso à mobilidade”.

É necessário “a constituição de novos instrumentos para contratação de médicos para o interior” do país.

Nelson Brito | presidente do PS do Baixo Alentejo

Na mesma ocasião, Nelson Brito apresentou “as necessidades ao nível das infra-estruturas de saúde, com enfoque na construção da segunda fase do Hospital José Joaquim Fernandes e inscrição desta obra no Plano de Recuperação e Resiliência, bem como garantir financiamento para a Unidade de Cuidados Intensivos, piso de consultas externas e projeto de instalação da ressonância magnética neste estabelecimento hospitalar”.

Durante a reunião com Marta Temido, o presidente da FBA entregou à ministra um projecto visando a criação de uma unidade de cuidados paliativos no hospital de Beja, da autoria de Munhoz Frade, e frisou “a necessidade de cumprir com o compromisso” de construção da CPI – Centro de Respostas Integradas (antigo CAT), que já tem terreno previsto, “por via de um protocolo com o Município de Beja”.

Nelson Brito sugeriu ainda à governante “a constituição de novos instrumentos para contratação de médicos para o interior” do país, “quer por via legislativa, quer por via do reforço da tabela remuneratória dos médicos que decidam fixar-se no interior”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima