Presidente da AFBeja aborda arranque polémico de época

Pedro Xavier
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O campeonato distrital da 1ª divisão distrital arrancou no passado domingo, 18, e com muita polémica à mistura, com três faltas de comparência e uma partida adiada em virtude do posicionamento de algumas equipas, que contestam o início da competição devido à pandemia da Covid-19.
Desta forma, Guadiana de Mértola, Odemirense e Aldenovense faltaram às suas partidas, o que valeu as vitórias “administrativas” de Almodôvar, Penedo Gordo e U. Serpense, respectivamente.
Já o jogo entre Sp. Cuba e Milfontes foi adiado para 27 de Dezembro, enquanto o Despertar acabou por recuar na sua intenção de não comparecer na recepção ao Vasco da Gama da Vidigueira na jornada inaugural do “Distritalão”.
Tanto Guadiana como Odemirense, Despertar e Aldenovense justificaram a sua tomada de posição em comunicados publicados nas suas páginas oficiais no Facebook, onde criticam duramente a forma como a Associação de Futrebol de Beja (AFBeja) tem conduzido o processo.
Perante estes casos, e em entrevista exclusiva ao “CA”, o presidente da AFBeja refere que “a falta de comparência a um jogo oficial é uma premissa dos clubes”. “Lamento, mas não me posso sobrepor à decisão dos mesmos”, sublinha Pedro Xavier.
O líder associativo diz ainda que, “dentro do que é expectável, e não se assistindo a situações extraordinárias”, há condições para a competição se desenrolar com normalidade.

Leia a entrevista de Pedro Xavier, presidente da AFBeja, na edição de 23 de Outubro do “CA”, já nas bancas

Opinião

Carlos Pinto

8 de Janeiro, 2021

Entrar em 2021 de “pé esquerdo”

Vítor Encarnação

8 de Janeiro, 2021

Casa do Alentejo

Carlos Pinto

18 de Dezembro, 2020

Pessimismo ou optimismo?

Napoleão Mira

18 de Dezembro, 2020

Um conto de Natal quase verdadeiro

Carlos Pinto

4 de Dezembro, 2020

Uma iniciativa exemplar

Vítor Encarnação

4 de Dezembro, 2020

Corações

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima