Politécnico de Beja melhora taxa de empregabilidade

Politécnico de Beja melhora

O Politécnico de Beja (IPBeja) melhorou a taxa de empregabilidade entre os seus recém-licenciados. Os dados são adiantados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, através da plataforma INFOCURSOS, que revela que em Dezembro de 2015 estavam registados como desempregados 9,9% do total de diplomados pelo IPBeja.
“Esta é uma evolução muito favorável para o IPBeja, tendo em conta que em Dezembro de 2014 este número era de 10,94%, e em Dezembro de 2013 era de 11,44% do total de recém-diplomados”, sublinha ao “CA” fonte oficial da presidência da instituição.
De acordo com a mesma fonte, “a actual dinâmica sócio-económica da região estará a contribuir para melhorar os indicadores de empregabilidade dos recém-diplomados”.
O IPBeja destaca ainda o facto de vários dos seus cursos apresentarem uma taxa de desemprego inferior à média nacional para a mesma área de formação, nomeadamente no que se refere aos cursos de Agronomia (com 4,7%, sendo 8,9% a média nacional), Ciência e Tecnologia dos Alimentos (com 8,2% – 11,3% a nível nacional), Educação e Comunicação Multimédia (7,1% – 13,2% nível nacional), Desporto (7,7% – 9,7% a nível nacional), Educação Básica (4,3% – 4,5% a nível nacional) ou Enfermagem (0,4% – 2,9% a nível nacional).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima