Plano Zonal de Castro sem mais renovações

Plano Zonal de Castro

“Dificilmente” haverá renovações de candidaturas ao Apoio Zonal de Castro Verde, admite o próprio ministro da Agricultura, Capoulas Santos, que em Fevereiro, perante o exposto pela Associação de Agricultores do Campo Branco, tinha mostrado abertura para resolver a situação.
Mas o processo é bem mais complicado do que à primeira vista parecia, assume o governante.
No caso do Campo Branco, “isso implica apenas nove agricultores este ano. Mas infelizmente implica 533 agricultores em todo o país e uma despesa orçamental de mais um milhão de euros”, justifica Capoulas Santos ao “CA”.
“Há um ano atrás esses agricultores podiam ter optado por entrar no novo programa agro-ambiental e voluntariamente não o quiseram fazer. Portanto, tendo em conta a situação financeira do programa, vai ser muito difícil” desbloquear processo, acrescenta.
Em causa está, recorde-se, o facto de as candidaturas às medidas agro-ambientais estarem suspensas, dado ter sido ultrapassada a dotação orçamental do programa em cerca de 300 milhões de euros. Isso levou a que no Campo Branco os agricultores que estavam a preparar a sua adesão ao programa em 2016 possam estar impedidos de o fazer… até 2020!
“Quando a questão me foi colocada pareceu-me ser de solução fácil, porque tinha apenas nove agricultores… aqui! Mas infelizmente no resto do país há outras situações e uma decisão destas não pode ser tomada nó para nove mas para todos os que estão nas mesmas condições”, reforça o ministro da Agricultura.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima