Odemira celebra a Liberdade e a Democracia

Odemira - Fogo de artifício

A festa da Liberdade e da Democracia está de regresso a Odemira! A vila recebe, a partir desta sexta-feira, 14, mais uma edição do “Abril em Odemira”, iniciativa, promovida pela Câmara Municipal em diferentes espaços da localidade, para que a data “seja vivida em ambiente de festa e comemoração”.

“Os ‘heróis de Abril’ deram-nos a possibilidade de vivermos num país livre e democrático e em Odemira, desde sempre, que se comemorou esta dimensão do 25 de Abril”, frisa ao “CA” o presidente da Câmara Municipal, Hélder Guerreiro.

Para o edil, quase 50 anos depois do 25 de Abril é importante “continuar a garantir, junto das atuais e futuras gerações, que há uma identidade e uma identificação com o que são os princípios da democracia e da liberdade”.

Por isso, continua, a iniciativa inclui este ano “um espaço de discussão e debate sobre liberdade e justiça”.

O “Abril em Odemira” vai decorrer ao longo de 11 dias e tem na música um dos grandes destaques, com concertos, entre outros, de Carlão, Bárbara Bandeira, Frankie Chavez, Miguel Araújo e Capicua. O programa conta ainda com cante alentejano, exposições, cinema, teatro, poesia, desporto, animação de rua e momentos solenes.

A iniciativa arranca nesta sexta-feira, 14, com o espetáculo “Viva Abril”, de Napoleão Mira & Grafonola Voadora (19h00), e a peça de teatro “Papoilas Vermelhas”, pelo Teatro da Targala (21h00).

Para sábado, 15, às 15h00, está previsto um Encontro de Grupos Corais, com os grupos Infantil de Odemira “Cá se canta”, de São Luís, de Odemira, da Casa do Povo de Vila Nova de Milfontes, Vozes Femininas de Amoreiras-Gare e do Sindicato Mineiro de Aljustrel. De noite, às 21h00, o projeto Lavrar o Mar apresenta o espetáculo “Emídio”.

Domingo, 16, realiza-se uma demonstração de canoagem (das 9h00 às 17h00), há nova apresentação do espetáculo “Emídio” (17h00) e um concerto com Paulo Ribeiro (18h30).

Para terça-feira, 18, está prevista a iniciativa “A Liberdade no Património” (17h00), promovida pelo GESTO, e no dia seguinte tem lugar o debate “O que não se pode ler/ Livros censurados no Arquivo Ephemera” (11h00).

Já para o dia 21 de abril está prevista uma demonstração de skate com Patrick Costa, Gui Durand e Marcus Lima (16h30), assim como as atuações de DJ Charlie (16h30), Suspeitos do Costume (18h30) e Artigo 21 (19h30). E pelas 21h30 é apresentada a sessão de cinema “O pão que a terra lhe dá”.

“Os ‘heróis de Abril’ deram-nos a possibilidade de vivermos num país livre e democrático e em Odemira, desde sempre, que se comemorou esta dimensão do 25 de Abril”, frisa o autarca Hélder Guerreiro.

O grande momento do “Abril em Odemira” será o fim-de-semana alargado em que se assinala o 49º aniversário da Revolução dos Cravos, com quatro dias de muita festa.

Para o dia 22 de abril (sábado) está agendada uma conversa com o escritor Nuno Nepomuceno (15h00), a atuação da Banda Filarmónica de Odemira (17h00), o espetáculo “Elixir” (18h15) e um concerto dos Dieb Band (18h30). Às 20h00 a animação é assegurada pelo Grupeto do Coreto, seguindo-se a peça “Papoilas Vermelhas”, pelo Teatro da Targala (21h00), os concertos de Linhas Cruzadas (21h30) e Carlão (23h30), e a atuação do DJ Sunlize (1h00).

A 23 de abril (domingo) o dia arranca com um torneio de andebol de rua (10h00), enquanto para a tarde está agendado um encontro de poesia popular (15h00) e a passagem do festival “Termómetro”, com a participação das bandas Cavalo 55, Jacarandá, Ohmonizciente e Sunflowers (17h00). À noite há mais música, com Bárbara Bandeira (22h00) e DJ Lighthouse (00h00).

Os concertos de Frankie Chavez (22h00) e de Miguel Araújo (00h30) são o grande atrativo no programa para 24 de abril (segunda-feira), dia que contará ainda com animação de rua e infantil, o concerto do coletivo Eles (18h00), o espetáculo de fogo “Ricochete” (21h00), a peça “Cravos Vermelhos”, pelo Teatro da Targala (23h30), e a atuação de DJ Xinobi (2h00). O programa inclui ainda a cerimónia do hastear da bandeira nos Paços do Concelho, quando for meia-noite, e um espetáculo piromusical 15 minutos depois.

As comemorações da Liberdade em Odemira terminam a 25 de abril (terça-feira), incluindo a realização de uma sessão solene da Assembleia Municipal (10h30), o espetáculo “Seara Livre”, pelo projeto Cães do Cão (16h00), a atuação de Luís Simenta (17h00) e dos Bamps Quintet (18h30), e o espetáculo de fogo “Ricochete” (20h30). A fechar, sobe ao palco a rapper Capicua (21h30).

No âmbito do “Abril em Odemira”, estarão patentes na vila, entre os dias 14 e 25 de abril, as exposições “Histórias”, com pinturas de Ana Rita Janeiro (na Biblioteca Municipal José Saramago); “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, do Museu Nacional da Imprensa (na Praça José Maria Lopes Falcão); “O que não se podia ler”/Livros censurados no Arquivo Ephemera (no Espaço CRIAR); e a mostra coletiva da Sopa dos Artistas (na Igreja da Misericórdia).

Opinião

Carlos Pinto

5 de Julho, 2024

O salário dos políticos

Napoleão Mira

5 de Julho, 2024

Avô Montes

Carlos Pinto

21 de Junho, 2024

O Segredo de justiça existe?

Vitor Encarnação

21 de Junho, 2024

Solidão

Carlos Pinto

7 de Junho, 2024

O problema da imigração

Napoleão Mira

7 de Junho, 2024

Mestre Vargas, Um Barbeiro Invulgar

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima