Odemira candidata quatro aldeias a "maravilha"

Odemira candidata

Santa Clara-a-Velha, São Martinho das Amoreiras, Vale de Santiago e Zambujeira do Mar são as localidades que o Município de Odemira candidatou ao evento "7 Maravilhas de Portugal – Aldeias".
"Sabemos que temos uma identidade muito própria, que as nossas aldeias têm gentes, monumentos, ruas e envolventes bastante interessantes. E surgindo esta oportunidade, achámos por bem candidatar estas quatro aldeias", explica ao jornal "CA" o vice-presidente da Câmara de Odemira.
Ricardo Cardoso adianta que a autarquia pretende promover as aldeias e o território e, por conseguinte, a identidade colectiva do concelho. Santa Clara-a-Velha concorre na categoria de "Aldeias Ribeirinhas". Na categoria "Aldeias Autênticas" apresenta-se São Martinho das Amoreiras e Vale de Santiago é a concorrente a "Aldeias Rurais". Do litoral do concelho, o Município de Odemira candidatou a aldeia de Zambujeira do Mar em duas categorias: "Aldeias de Mar" e "Aldeias em Áreas Protegidas".
"Obviamente que quando se entra num concurso é sempre com uma réstia de esperança que as coisas corram bem! Mas aquilo que quisemos, acima de tudo, foi candidatar e dar a conhecer aquilo que são algumas das bonitas aldeias que o concelho de Odemira tem", explica Ricardo Cardoso.
O vice-presidente odemirense esclarece que os critérios do concurso estão bem definidos e que, após a análise da autarquia, foi decidido que "existiriam boas hipóteses de candidatar" as aldeias referidas. "São quatro aldeias distintas, mas ao mesmo tempo com uma identidade muito forte", reforça.
Ricardo Cardoso reconhece que "a notoriedade dos locais é importante" e assinala que este concurso "contribuirá para isso" porque serão emitidos vários programas sobre a matéria na RTP. "É sempre um concurso interessante do ponto de vista do marketing territorial, da promoção dos locais.", refere.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima