Odemira assinala Dia das Cidades Educadoras

Vista do Edificio da CMO ( Paços do Concelho )
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Partilhar as aprendizagens geradas ao longo destes 30 anos “de experiência e colaboração no território odemirense” é o desafio lançado pela Câmara de Odemira no âmbito das comemorações do Dia Internacional das Cidades Educadoras, que se assinala nesta segunda-feira, 30 de Novembro.
As comemorações são este ano dedicadas ao tema “Cidades Educadoras, 30 anos transformando cidades e pessoas, para um Mundo melhor” e em Odemira a autarquia desafiou os parceiros do programa municipal ODeTE-Odemira Território Educativo, assim como os membros do Conselho Municipal de Educação e do executivo municipal, a participar na iniciativa “Em Odemira aprendi…”.
A ideia é “partilharem as aprendizagens geradas ao longo destes 30 anos de experiência e colaboração no território odemirense”, revela fonte municipal ao “CA”, acrescentando que “as frases recebidas serão publicadas nas redes sociais do Município”.
No âmbito das comemorações de 30 de Novembro será ainda divulgada a nova Carta das Cidades Educadoras, documento criado em 1990 com os princípios básicos pelos quais se deve reger o impulso educativo das cidades e território.
Segundo a Câmara de Odemira, a Carta das Cidades Educadoras baseia-se na Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948, e em muitas outras convenções internacionais, tendo sido revista em 1994, 2004 e, agora, em 2020, “para adaptar as suas perspectivas aos novos desafios e necessidades sociais”.
A Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras é constituída por 84 municípios, membros da Associação Internacional das Cidades Educadoras e que assinaram a Carta das Cidades Educadoras, “que constitui um elemento unificador na definição das políticas dos municípios membros”.
“As cidades educadoras trabalham para que a Educação seja um eixo transversal de todas as políticas locais, assente no princípio que a Educação transcende as paredes da escola”, acrescenta a Câmara de Odemira, que integra a Comissão de Coordenação da Rede Portuguesa, juntamente com as autarquias de Almada, Lagoa, Lisboa, Loulé, Torres Vedras e Vila Nova de Famalicão.
Recorde-se que na área da Educação o concelho de Odemira conta com o programa OdeTE, “composto por um alargado número de parceiros e entidades que dele fazem parte integrante, reflectindo os cinco territórios educativos”: Colos, Odemira, Sabóia, São Teotónio e Vila Nova de Milfontes.

Opinião

Carlos Pinto

22 de Janeiro, 2021

O Nosso pior pesadelo!

Napoleão Mira

22 de Janeiro, 2021

Ditadura das pessoas de bem

Carlos Pinto

8 de Janeiro, 2021

Entrar em 2021 de “pé esquerdo”

Vítor Encarnação

8 de Janeiro, 2021

Casa do Alentejo

Carlos Pinto

18 de Dezembro, 2020

Pessimismo ou optimismo?

Napoleão Mira

18 de Dezembro, 2020

Um conto de Natal quase verdadeiro

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima