Obra de arte pública valoriza Portas de Mértola

Obra de arte pública

A Câmara Municipal de Beja vai instalar algumas obras de arte pública para valorizar a zona das Portas de Mértola, que tem sido alvo de profundas obras de requalificação.
O maior destaque vai para a futura Fonte da Meia-laranja, peça de granito escuro que recorda uma laranja do arquitecto Manuel Faião, que se inspirou no topónimo popular daquela zona da cidade.
O autor “optou por uma forma talvez pacífica, talvez ponderada, num sítio cronicamente agreste da nossa cidade”, adianta ao “CA” fonte da autarquia, sublinhando que a peça estabelece igualmente o paralelismo entre as laranjas e o planeta.
Além desta fonte, serão ainda instaladas nas Portas de Mértola outras duas peças de arte pública.
Uma delas chama-se “Aquífero dos Gabros” e será colocada a meio da rua Capitão João Francisco de Sousa, constituindo “uma homenagem e uma espécie de ‘agradecimento’ a tão importante acontecimento natural e geológico” através de uma pedra mármore colocada no pavimento, que tem a forma exacta da planta, à escala, “deste imenso aquífero”.
Sensivelmente no mesmo local será instalado o “Puxador de Sombras”, peça escultórica feita em chapa de ferro que desenha uma figura humana que parece segurar, ou empunhar, qualquer coisa não imediatamente perceptível.
“O nome veio, no entanto, do facto de ser aceitável a ‘leitura’ de um vulto a segurar a ponta de uma das telas agora colocadas no local” e “que fazem as sombras”, conclui a autarquia bejense.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima