Nuno Mamede, o "olheiro" dos leões no Baixo Alentejo

Nuno Mamede

A melhor escola de formação do mundo (segundo alguns especialistas) não perde de vista os novos valores futebolísticos do distrito de Beja, onde a coordenação dos diversos observadores é assegurada por Nuno Mamede, de 40 anos.
O técnico começou a trabalhar com os “leões” em 2002 e desde a época passada que desempenha o cargo de coordenador.
“Fazer parte de uma estrutura com esta dimensão, reconhecida mundialmente, dá uma enorme satisfação pessoal e uma ainda maior responsabilidade”, refere Mamede, garantindo que tudo é planeado com detalhe e nada é deixado ao acaso pela sua equipa.
“No início da semana informo os observadores dos jogos a acompanhar no próximo fim-de-semana. Depois, eles elaboram o relatório do jogo e inserem-no online na nossa base de dados”, revela o técnico, que mantém um contacto “quase diário” com a Academia leonina.
Segundo este responsável, para o Sporting o mais interessante num jogador é a sua “relação com a bola, a velocidade de execução e de tomada de decisão, bem como a intensidade de jogo e a agressividade”.
“Mas claro que há excepções, podendo haver atletas que por determinada combinação de características podem ser mais interessantes”, acrescenta, sem levantar o “véu” sobre algum craque na mira dos “leões”.
“Não convém dar trunfos à ‘concorrência’ [risos], embora muitas vezes troquemos impressões acerca deste ou daquele atleta”, conclui.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima