Novo lar de Relíquias já está a funcionar

Novo lar de Relíquias

Dezasseis de Fevereiro de 2019: nos seus já largos 80 anos de existência esta é uma data que ficará para sempre na história da Casa do Povo de Relíquias, que neste dia abriu o muito desejado (e ansiado) lar de idosos.
Um investimento na ordem de um milhão de euros que acaba de entrar em funcionamento para aumentar o leque de respostas sociais nesta freguesia do concelho de Odemira.
“É, de facto, um sonho concretizado”, confidencia ao “CA” a presidente da Direcção da Casa do Povo de Relíquias. “É uma satisfação enorme e o início de um novo ciclo para a instituição, no sentido de melhor servir a população de Relíquias”, acrescenta com orgulho Maria do Nascimento.
A nova Estrutura Residencial para Pessoas Idosas de Relíquias representa um investimento superior a um milhão de euros, comparticipado em cerca de 750 mil euros por fundos comunitários, através do programa operacional regional InAlentejo. A par deste apoio, a Câmara Municipal de Odemira financiou o projecto com um subsídio de 250 mil euros, cabendo à Casa do Povo de Relíquias assumir uma comparticipação financeira a rondar os 70 mil euros.
Desde 2013 que o projecto tem vindo a ser trabalhado pela instituição de Relíquias, sendo que seis anos depois abriu finalmente portas. “Tivemos de ser muito persistentes para as coisas irem para a frente. Mas foi uma satisfação enorme”, afiança a presidente Maria do Nascimento.
O novo equipamento tem capacidade para 36 utentes, sendo que 11 camas já estão ocupadas. Ainda assim, a Casa do Povo de Relíquias ainda espera pela celebração de acordos de comparticipação com a Segurança Social. “Temos muita esperança que isso seja possível neste ano de 2019”, revela Maria do Nascimento.
Com a abertura da ERPI a Casa do Povo de Relíquias criou um total de oito novos postos de trabalho, que se juntaram aos 18 funcionários que já colaboravam nas valências de centro de dia (com 11 utentes) e serviço de apoio domiciliário (34 utentes).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima