Nova PAC debatida na vila de Ourique

Nova PAC debatida

O futuro dos sistemas de produção extensivos no âmbito da Política Agrícola Comum (PAC) para 2014-2020 vai estar em discussão este sábado, 22, na vila de Ourique.
O colóquio está agendado para as 10h30 e vai decorrer no auditório do Centro de Convívio de Ourique, integrando o programa da Feira do Porco Alentejano 2014.
No centro das atenções vão estar os apoios previstos para o porco alentejano durante o novo período de fundos comunitários.
“Queremos perceber o que aí vem para apoio do porco alentejano. E também que apoios vai haver para as outras espécies pecuárias de extensivo, assim como que medidas agro-ambientais existirão para o porco alentejano e para o montado de azinho”, adianta ao “CA” Nuno Faustino, presidente da Associação de Criadores de Porco Alentejano (ACPA), que organiza a iniciativa em parceria com a Câmara de Ourique.
O colóquio terá como intervenientes Luís Capoulas Santos (ex-ministro da Agricultura, eurodeputado e relator do Parlamento Europeu para a nova PAC), Luís Mira (secretário-geral da CAP) e Eduardo Diniz (director do Gabinete de Planeamento e Políticas).
Nomes de peso que o presidente da ACPA espera que tragam as respostas a grande parte das questões que muitos produtores de porco alentejano colocam.
“Pretendemos, na medida do possível, que nos venham ‘destapar o véu’ sobre a nova PAC. Sei que não há muita coisa ainda, mas quanto mais cedo tivermos informação melhor nos podemos organizar e decidir aquilo que será o melhor para nós”, justifica Nuno Faustino.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima